Tem muita gente honesta

Hoje o meu primeiro momento de trabalho foi maravilhoso!

Trabalho vendendo doces nos ônibus e hoje logo que comecei vendi e vendi bem, mas o que tornou esse momento maravilhoso foi algo especial que aconteceu.

A trocadora disse que queria comprar paçoca e quando colocou várias moedas na minha mão eu deduzi que ali tinha dois Reais e então lhe entreguei o pacote maior.

Atendi outras pessoas e depois ela me chamou e perguntou: – Quanto custa este pacote?

– Dois Reais

– Eu te dei um Real – Ela disse – depois eu te vi falando 3 paçocas por um Real e eu vi que você me deu mais.

Me devolveu as oito paçocas e pegou o pacote com trê que lhe era devido.

Eu agradeci, disse, com um sorrisão, muito obrigada.

Queria dizer muito obrigada por sua honestidade. Parabéns por ser honesta ou coisa assim, mas não disse.

Meu cérebro, naquele instante, e é incrível como é num instante mesmo, pensou: – Honestidade deve ser vista como uma coisa normal e por isso eu não falei aquelas frazes que poderia ter dito.

Depois eu fiquei pensando: – É tão bom percecer dos outros o reconhecimento pelo que fizemos de bom, de bonito, de direito.

Quando alguém faz algo errado a gente solta os cachorros na hora. Por que não elogiar quem merece elogio?

Então, quando a viagem acabou eu voltei la perto da roleta, toquei no braço da trocadora e falei:

– Parabéns pelo gesto!, e ela, – O que eu não quero para mim eu não quero para os outros.

Liiiiinnnnndo!!!

Isso é o próprio cumprimento da palavra AMAR AO PRÓXIMO COMO A TI MESMO que é parte do primeiro mandamento; evangelicos, católicos, quem quer que acredita em Deus e acha que a Bíblia é a sua palavra deve levar isso em conta, e quem não acredita em Deus sabe o que é ética.

Se não quero receber menos do que paguei, se não quero que fiquem com o que é meu indevidamente, se quero que sejam honestos para comigo então é desta forma que deverei me comportar com relação às outras pessoas.

Sábias palavras! O QUE EU NÃO QUERO PARA MIM EU NÃO QUERO PARA OS OUTROS!

Não perguntei o nome da trocadora. Ela, como tantas outras, todas, são trabalhadoras honestas, pessoas decentes; como os trocadores, os motoristas, os passageiros; todos, são pessoas dígnas e decentes que sempre me transmitem, com os seus gestos, lindas lições de vida.

O mundo está cheio de pessoas dígnas e decentes, mas, para estas pessoas não existe lugar na mídia.

Diáriamente, a toda hora, estamos presenciando pequenas grandes atitudes de dignidade e decência, tomadas por pessoas simples e incríveis, porém tais atitudes não saem no noticiário.

Aqui, no Blog da Dona D, estas pequenas jóias da vida serão mostradas.

Sempre que você desejar ler uma coisa legal para alegrar o seu coração e reavivar a sua fé no ser humano ( caso esteja perendo ) dá uma passadinha aqui.

Faz dias que eu não faço um post; este é um muito bom para recomeçar.

Parabéns à trocadora por seu lindo gesto!

Que apredamos com esses professores anônimos de dignidade essas boas lições e que possamos colocá-las em prática.

 Dia  a dia, um a um, cada pessoa fazendo a sua parte, faremos um mundo bem melhor.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s